Rede de Diaconia

Notícias e Novidades

Alunas da ADL participam de inserção voluntária no Lar Padilha

26-08-15

As crianças acolhidas na Centro de Defesa e Proteção Social Lar Padilha, em Taquara, tiveram a oportunidade de passar um mês diferente. É que, desde o início de julho, contam com a visita de duas meninas do estado do Espírito Santo: Wandressa Nunes Oliveira, 16 anos, e Sandy Chagas Broedel, 15 anos. Elas estudam na Associação Diacônica Luterana (ADL), no município de Afonso Cláudio (ES), e, por meio das atividades de inserção voluntária daquela instituição, conheceram o Lar, permanecendo, por este tempo. O retorno ao estado capixaba está marcado para esta quinta-feira (6/8).

“É uma experiência única porque, querendo ou não, é impactante pra vida toda saber que tem pessoas que talvez não tiveram tudo que a gente tem e que podemos ajudar de alguma maneira. Como é bom lidar com as pessoas saber que tem alguém que tu pode cuidar. A gente vê nos olhos deles que estão felizes com a nossa visita”, diz Wandressa, de Itaguaçú/ES, estudante do 3° ano do Ensino Médio. “Quando for cursar faculdade quero fazer Assistênica Social ou Teologia. Quero trabalhar com pessoas”, revela.

Sandy mora na grande Vitória/ES, está no 2° ano do Ensino Médio e quer fazer musicoterapia. “Eu nunca tinha passado por uma experiência igual à realidade deles, vou guardar isso pra sempre. Sabemos que todas as famílias tem problemas e se podemos ajudar é muito satisfatório. Com certeza estes momentos passados aqui foram muito especiais pra mim, passei conhecimentos a eles, mas aprendi muito também”, destaca Sandy.

Elas explicam que a ADL é um albergue de estudos que recebe alunos de todo Brasil. Hoje integram à instituição um pouco mais de 75 alunos. “É um colégio único que também tem contato com a igreja luterana, inclusive foi fundada por um pastor luterano. Este ano a instituição completa 60 anos de fundação”, contam elas.

A inserção voluntária, participada por Wandressa e Sandy, é um estágio não remunerado, feito nas férias de julho. “Neste colégio aprendemos catequese, diaconia, lições da Bíblia, música, ética e o lado humano, temos aulas de boas maneiras. No ano que vem nos formamos com ênfase em cursos de cuidador de idoso, música e educação social”, salienta Sandy.

Wandressa-e-Sandy-fazem-atividades-com-as-crianças-durante-inserção-voluntáriaj-1-e1438868350704

Uma vez por semana, conforme relatam, o trabalho voluntário é realizado em instituições da própria região da ADL, como em APAEs, hospitais e casas lares. Já nas férias, como o tempo de dedicação é maior, os alunos são inseridos em instituições pelo Brasil. Alguns jovens já haviam estado no Lar Oase, em Taquara; no Lar Padilha é a primeira vez. “Nossas férias passamos aqui auxiliando em tudo. Acordamos bem cedo com eles, ajudamos a trocá-los, fazemos atividades, cantamos, brincamos”, comenta Sandy.

A coordenadora do Lar Padilha, Margarete Brito, salienta que a estada das meninas na Centro de Defesa e Proteção Social Lar Padilha vai deixar saudades. “Elas são muito queridas e foram bem recebidas pelas crianças. Certamente vão sentir muito a falta delas, como nós também, pois são duas adolescentes com um coração enorme e que nos ajudaram muito enquanto aqui estiveram. Esperamos que possam retornar, bem como, esperamos a visita de outros jovens motivados em trabalhar a inserção voluntária”, observa Margarete.

Fonte: http://blogdomasutti.com/

Jornalista: Magda Rabie