Rede de Diaconia

Notícias e Novidades

Oficina Linguístico-Pedagógica no sul do estado do Amazonas

6-06-17

O COMIN realizou, de 25 a 30 de maio de 2017, mais uma Oficina Linguístico-Pedagógica para professores, professoras, lideranças e falantes da língua Apurinã, na Terra Indígena Peneri/Tacaquiri, comunidade Boa União, no município de Pauini (AM). A oficina contou com a participação de 80 pessoas. A assessoria foi prestada pela professora Drª Marci Fillet Martins, do Museu Nacional da UFRJ-Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Um dos momentos de maior atenção e entusiasmo foi a apresentação da turma da professora Maria Antônia Apurinã, da comunidade Boa União. Alunas e alunos expressaram um pouco da língua Apurinã falada e escrita, e apresentaram o alfabeto, fonética, pronomes, palavras e frases em Apurinã.

Outro momento muito especial da Oficina foi durante a apresentação de cânticos em Apurinã. Alguns professores cantaram estes cânticos, como uma das tarefas deixadas na Oficina passada.  

O processo de revitalização linguística e cultural vem sendo trabalhado, a fim de fortalecer a língua Apurinã, desenvolvendo, de um lado, sua funcionalidade falada e escrita e, de outro, habilidades orais e escritas dos Apurinã em seu próprio idioma.

As atividades da Oficina Linguístico-Pedagógica fazem parte de um projeto do Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN), que recebe apoio de Pão para o Mundo/Alemanha e da Obra Missionária Evangélica Luterana (OMEL) da Baixa Saxônia/Alemanha. Este projeto tem como objetivo colaborar com a formação continuada dos professores e das professoras indígenas, primando pela construção de uma escola específica, diferenciada e de qualidade. Em vista disso, tem preocupação com a revitalização da língua, que também é um desejo do próprio povo Apurinã, como expresso em muitas ocasiões.   

Fonte: Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN)