Rede de Diaconia

Programa de Apoio a Meninos e Meninas (PROAME)

O Programa de Apoio a Meninos e Meninas (PROAME) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) localizada no Município de São Leopoldo (RS). Iniciou sua ação em março de 1988 em um contexto de lutas por garantias de direitos de grupos e populações vulneráveis no País. Inicialmente era um projeto vinculado ao Departamento de Ação Social da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB). Além das ações com as crianças e adolescentes, grupos de mulheres, realizadas em duas Comunidades (São Jorge e COHAB/Feitoria) na periferia do município, realizava o trabalho de abordagem e educação social com meninos e meninas em situação de rua e/ou com envolvimento em prática de ato infracional. Com o advento do Estatuto da Criança e do Adolescente em 1990, o Proame iniciou um processo de reordenamento de suas ações, implantando o primeiro Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Estado, que se chama Cedeca Bertholdo Weber. Em maio de 1993, o Proame constitui-se como Organização da Sociedade Civil (OSC) com personalidade jurídica própria. É filiado à Associação Brasileira de ONGs (ABONG), compõe a Anced (Associação Nacional de Cedecas), atua em diversos espaços de articulação em nível nacional, estadual e municipal. Com o avanço da política nacional e frente às demandas locais, passa a incorporar nas pautas de trabalho a violência doméstica e sexual e a violência letal/extermínio de adolescentes e jovens.

Suas ações envolvem a educação em direitos humanos, atividades de teatro, grafite, trabalho dirigido sobre temáticas relacionadas à violência, direitos humanos, participação cidadã, campanhas temáticas, acompanhamento sociofamiliar, entre outros. O Proame Cedeca Bertholdo Weber é autor de vários estudos e pesquisas sobre os temas de trabalho e prioriza a incidência política, o controle social e a articulação em rede como princípio metodológico da sua ação.

Além do trabalho direto, o Proame Cedeca organiza e realiza pesquisas sobre políticas públicas nas temáticas de atuação (situação de rua, violência sexual e violência letal), totalizando até hoje aproximadamente 12 estudos e pesquisas, publicados ou que serviram de subsídio para ações locais.

Missão

Garantir o direito à convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes através de processos educativos e participativos, propondo e mediando políticas sociais por meio de ações articuladas em redes.

Premiações e Certificações

2º Prêmio Municipal João Carlos Haas Sobrinho de Direitos Humanos;
Prêmio Neide Castanha - Protagonismo de Crianças e Adolescentes no enfrentamento a Violência Sexual;
Menção Honrosa Prêmio Itaú Unicef - Educação e Participação, para o programa De Volta para Casa;
Menção honrosa no Prêmio Ajuris/João Abílio de Direitos Humanos;
Certificado do Fórum Estadual dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (Fórum DCA/RS) de reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao longo da história de luta pela garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes;
Certificado de Tecnologias Sociais do Banco do Brasil;
Premiação do Observatório de Boas Práticas e Projetos Inovadores em Direito à Convivência Familiar e Comunitária de Crianças e Adolescentes;
Prêmio Cultura Viva – MinC;
Prêmio ASAS/ SCC - Ministério da Cultura.

Registros

Conselho Municipal de Assistência Social;
Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente;
Declaração de Utilidade Pública Municipal;
Utilidade Pública Estadual - Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social/RS;
Utilidade Pública Federal e CEBAS - Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social.