Comin manifesta solidariedade às mulheres Guarani Kaiowá

7 de outubro de 2015
In Notícias e Novidades

Comin manifesta solidariedade às mulheres Guarani Kaiowá

Entre os dias 7 e 8 de outubro, uma missão ecumênica, composta por quinze instituições religiosas do Brasil, América Latina e uma da Holanda, visita o Mato Grosso do Sul em solidariedade aos povos Guarani-Kaiowá e em defesa da criação da CPI do Genocídio (Comissão Parlamentar de Inquérito) para que sejam investigados os crimes e violência cometidos contra os povos indígenas do Estado.

As mulheres Karo Arara, por meio do Conselho de Missão entre Povos Indígenas (Comin), manifestam solidariedade às mulheres Guarani Kaiowá em carta aberta divulgada na ultima semana:

“Nós, mulheres Karo Arara, queremos manifestar nosso apoio e solidariedade a vocês, mulheres e homens Guarani Kaiowá, de Mato Grosso do Sul. Não conhecemos vocês pessoalmente, mas sabemos da luta de vocês pela retomada de suas terras. Nós aqui estamos bem, temos nossas dificuldades, mas nem se compara a de vocês. Nada mais triste do que uma mãe ver seu filho/filha passando fome, com medo, sofrendo violência, principalmente se a violência vem daqueles que sempre invadiram nossas terras e nos desrespeitam como seres humanos. Estamos tristes, porque vocês estão tristes. Sua dor é a nossa dor, seus sonhos de uma terra sem males, são nossos sonhos.”

Aldeia Paygap, Terra Indígena Igarapé Lourdes, município de Ji-Paraná, estado de Rondônia.


O povo Arara Karo vive em duas aldeias, Iterap e Paygap, ambas localizadas na parte sul da Terra Indígena Igarapé de Lourdes, em Rondônia.

Fonte: Comin – Conselho de Missão entre Povos Indígenas