Mensagem do grupo coordenador da Rede de Diaconia

Mensagem do grupo coordenador da Rede de Diaconia
6 de abril de 2020 Thais Oliveira
In Notícias e Novidades

Mensagem do grupo coordenador da Rede de Diaconia

“Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram, estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram”. Mt 25.35-36

Essas palavras de Jesus evidenciam qual prática diaconal é esperada de nós: a que nos coloca ao lado dos grupos mais vulneráveis e necessitados, desprezados e marginalizados. O compromisso diaconal – transformador e profético – exige que, nesse momento de extrema gravidade, fiquemos atentas e atentos às ações e omissões relativas à garantia dos direitos fundamentais desses grupos. Como Rede de Diaconia, é essencial reafirmar nossa unidade e buscar formas de contribuir para a redução dos impactos do coronavírus, em especial para pessoas que vivem em favelas e periferias, trabalhadoras e trabalhadores informais, pessoas em situação de rua, população negra, comunidades indígenas e tradicionais.

A Rede de Diaconia é formada por instituições que suspenderam as atividades presenciais, atendendo às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) de manter o isolamento social como forma de proteção à vida, diminuindo a propagação do vírus. Mas também integram a Rede instituições que, em razão da natureza dos serviços que prestam – instituições de longa permanência para pessoas idosas (ILPI), instituições de proteção social de alta complexidade (abrigos), dão continuidade às atividades com o público usuário. É importante manifestar solidariedade às e aos profissionais no exercício de suas funções e evidenciar nossa preocupação com o cuidado a todas e todos.

Lembramos que a diaconia institucional está vinculada a comunidades de fé luterana. Assim, também nos dirigimos a elas, com gratidão pelas ações que já estão em curso e convidando para uma grande rede de solidariedade e cuidado, voltada para as equipes que continuam trabalhando e aos públicos usuários, incluindo as instituições que interromperam o atendimento.

Embora seja um momento difícil, cremos no amor que move e produz frutos, conforme o Lema de 2020 em toda IECLB: Eu escolhi vocês para que deem fruto (João 15.16). Jesus está conosco quando exercitamos a diaconia transformadora. Estar com as pequeninas e os pequeninos, que a sociedade despreza e abandona, é andar com Cristo, por amor e fé. Essa prática nos une como Rede, e mesmo em dificuldades e situações de calamidades podemos dialogar e nos fortalecer.

6 de abril de 2020