Conselho Nacional de Direitos Humanos lança nota de pesar sobre tragédia em Suzano

Conselho Nacional de Direitos Humanos lança nota de pesar sobre tragédia em Suzano
14 de março de 2019 3d6zwei

Conselho Nacional de Direitos Humanos lança nota de pesar sobre tragédia em Suzano

A Rede de Diaconia, por meio do seu Grupo Gestor, divulga a nota pública – elaborada e lançada pelo Conselho Nacional de Direitos Humanos – de pesar pelas pessoas mortas e feridas em Suzano, São Paulo. Além de expressar sua consternação pelo ocorrido, a nota do CNDH condena a facilitação do uso de armas de fogo no Brasil e reafirma a importância do desarmamento na sociedade.

Fazem parte da Rede de Diaconia instituições que atuam na defesa de direitos de crianças, adolescentes e juventudes.

Nota Pública de pesar pelos mortos e feridos em Suzano

O Conselho Nacional dos Direitos Humanos – CNDH, órgão autônomo criado pela Lei n° 12.986/2014, vem a público expressar sua consternação e se solidarizar com familiares, amigos, trabalhadores e com a comunidade escolar, diante dos mortos e feridos na quarta-feira (13) na Escola Estadual Raul Brasil, no município de Suzano, no estado de São Paulo.

De acordo com o noticiário, morreram 10 pessoas, entre estudantes, funcionários e os autores dos disparos. Pelo menos 23 pessoas foram hospitalizadas, entre as quais, 16 feridos.

Embora o crime não tenha qualquer relação com a apreensão, ocorrida na última terça-feira, no Rio de Janeiro, de 117 fuzis M-16, os dois casos atingem o mesmo ponto nevrálgico: a importância da luta pelo desarmamento e o combate ao tráfico de armas no país. Tal debate é essencial, ainda mais na atual conjuntura de ampla facilitação da posse de armas de fogo e da forte pressão pela ampliação do porte de armas, e que, longe de solucionar problemas de segurança pública, tendem a agravar a violência e aumentar o número de assassinatos, contrariando completamente a defesa à vida e dos direitos humanos.

CONSELHO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS — CNDH Brasília-DF, 13 de março de 2019.

Fonte: https://bit.ly/2XYL3BJ